Crianças + Livros: conselhos para formar bons leitores

Lagarta Pintada 2 22:46

Na primeira gravidez, lembro perfeitamente do meu principal sonho  quando eu contemplava a nova vida que me esperava a partir do nascimento do meu filho. Na minha imaginação, fantasiava uma imagem de mãe e filho juntos na seção infantil de uma livraria, felizes, escolhendo livros para levar para casa. Era meu ideal de momento familiar irretocável, pronto para o álbum de fotografia...


Recordar é viver: o brincar e a nostalgia

Lagarta Pintada 1 00:26


É um fato: estamos cada vez mais nostálgicos. Trata-se de uma tendência de comportamento mundial que tem sido apregoada e repetida aos quatro ventos. As pesquisas de comportamento do consumidor, por exemplo, não se cansam de incluir essa tendência como um dos principais indicadores para novos negócios. Eu comecei a pensar neste assunto porque me considero uma pessoa pra lá de nostálgica: dos anos 80, da TV sem controle remoto, do telefone de disco... E até mesmo de épocas que eu nem vivi (adoro um filme e um vestido anos 50!). E de repente me dei conta que o mundo em volta ficou nostálgico também. Quem é que não recebeu aqueles emails do tipo "você se lembra?" com fotos das figurinhas do álbum Amar É, das bonecas fofolete? E o relançamento de brinquedos de quando você era criança?

Arte colorida em casa - Semana Mundial do Brincar

Lagarta Pintada 2 23:06

Em 28 de maio, comemoramos o Dia Mundial do Brincar, um dia dedicado a resgatar a importância do brincar para o desenvolvimento integral da criança. Mais de 30 países realizam atividades anualmente nesta data, prestando homenagem à infância com brincadeiras, oficinas de arte e atividades. No Brasil, desde 2010 o evento, que é incentivado pela Aliança pela Infância, se transformou em uma semana inteira dedicada ao tema. Neste ano, a semana acontece justamente agora, entre 19 e 26 de maio.

O Lagarta Pintada achou a idéia muito interessante e resolveu se juntar, mesmo de longe, a essa iniciativa tão bacana: vários blogs estão postando idéias e reflexões para ajudar pais e filhos a celebrarem a infância e desrutarem de tempo de qualidade juntos, por meio das brincadeiras.

E aqui vai a nossa contribuição: dicas de brincadeiras criativas em torno do tema CORES, que você mesmo pode fazer em casa, com materiais do dia-a-dia. A percepção das cores é não só uma etapa importante do desenvolvimento físico da criança, mas também uma porta para apreciação da arte, para refinar os sentidos. Então, por que não estimulá-la desde cedo e sempre? Incluí sugestões por faixa etária até os 3 anos, mas algumas atividades com certeza vão agradar a crianças maiores, como a Via Láctea Colorida.

Meus amigos, os micróbios

Lagarta Pintada Reply 02:20

Você faz o tipo limpinho e asseado? Não gosta de pegar na comida com as mãos e usa sabonete Protex para livrar-se das bactérias indesejáveis? Está na hora de rever seus conceitos.

Sem palavras

Lagarta Pintada Reply 11:32


Não coma o marshmallow agora!

Lagarta Pintada Reply 22:19

O que acontece se você oferecer a uma criança a possibilidade de ganhar um segundo marshmallow se ela esperar 15 minutos antes de comer o primeiro?

Feliz Dia das Mães!

Lagarta Pintada Reply 09:23

Geléia geral

Lagarta Pintada 1 20:59


O post de hoje não tem conteúdo educacional nenhum. Não vai dar dicas de atividades, nem de descobertas científicas que podem ajudar os pais a lidar com o desenvolvimento dos filhos. O post de hoje é, pura e simplesmente, a doce confissão de um dia inteiro desfrutado dentro de casa aproveitando o tempo só para mim... Êpa! Tem alguma coisa errada aí! Como é que a pessoa aproveita o dia... fazendo geléia? Toneladas de geléia?!?

Papo nerd: desvendando os três cérebros

Lagarta Pintada Reply 00:22

Sou uma cientista frustrada. Anos de laboratório, em mais de um curso universitário na área de biológicas, longas tardes acompanhada de microscópios, tubos de ensaio e meios de cultura.... para acabar atrás de uma mesa de escritório. Virei uma burocrata, mas não perdi meu entusiasmo e encantamento pela ciência e pelo que ela pode fazer por nós. Sobretudo, nós mães.

Vida de expat: lidando com a distância

Lagarta Pintada 3 19:49


Pode parecer muito divertido, emocionante, pode parecer até que é a vida que todo mundo sonhou para si. Afinal, diante da pergunta "como é o emprego dos seus sonhos?", creio que 90% das pessoas incluiria na resposta a possibilidade de viajar para o exterior com frequência. Mas a história é bem diferente quando você tem que se mudar para fora do Brasil a trabalho em caráter definitivo. A coisa fica ainda mais sinistra se você tiver, de tempos em tempos, que juntar mala, cuia, gato, cachorro e papagaio e ficar pipocando entre continentes.

O que dizer dos filhos nessa confusão? Mudança de escola, de idioma, perda de amigos, namoradinhos... Perda de pediatra!! Outro calendário de vacinas? Mas no Brasil a gente não toma a BCG assim que nasce?!?

Dia das Mães: dá pra ser criativo com 5 dólares?

Lagarta Pintada Reply 18:14

É cada vez mais difícil dar um presente verdadeiramente original hoje em dia. Em primeiro lugar, porque as pessoas parecem já ter tudo. Bons tempos aqueles em que os lançamentos de eletrônicos e de brinquedos eram aguardados com ansiedade e sempre saíam perto do Natal...

O que dizer do Dia das Mães? Perfume, roupa, jóias? Coisas para a casa? Bem, euzinha sou daquelas que adora ganhar eletrodomésticos, mas 90% das minhas amigas ficaria ofendidíssima de receber de presente uma batedeira orbital ou o último lançamento em fritadeira que não usa óleo (que eu acabei de comprar!)...

Com os critérios praticidade e originalidade em mente, deixo aqui uma sugestão que, se não irá encher os olhos da mamãe como uma gargantilha da H. Stern faria, com certeza pelo menos irá plantar-lhe um belo sorriso no rosto. Melhor ainda, custa só 5 dólares...

Mãe nova, mãe velha - Episódio 2

Lagarta Pintada Reply 20:10

Depois que eu publiquei o primeiro post "Mãe nova, mãe velha", recebi um email de um leitor muito importante. Era o meu filho mais velho, se queixando: "Mãe, esse seu post me fez sentir um experimento que não deu certo". (Se você não leu, o texto falava das minhas mudanças de atitude como mãe, da primeira para a segunda experiência.)

Expliquei que ele deveria pensar o contrário, que apesar da pouca experiência e idade que eu tinha na época, ainda assim eu tinha podido observar o que não funcionava e mudar de estratégia.
Tecnologia do Blogger.

Olhando no espelho

Mãe lagarta em metamorfose permanente... com família a reboque mundo afora.

Brasil, Estados Unidos, Bolívia e Emirados. Água, terra, fogo e ar.

Porque sem sair do casulo, ninguém descobre a verdadeira identidade.

Receba por email

eu apoio