Era uma vez... uma caixa de sapatos que virou diversão!

Lagarta Pintada 2 10:34
Desde a infância, eu sempre gostei de fazer brinquedos com as coisas corriqueiras, do dia-a-dia. Fazer bichinhos de arame, catapultas de garfo, túneis de rolo de papel higiênico, isso consumia horas das minhas tardes, já que eu não costumava ir muito à rua brincar. O material da escola -- compasso, transferidor, apontador e régua --, comprado antes de começarem as aulas, era rapidamente incorporado ao meu laboratório de cientista maluca. Viravam telescópios, microscópios e outras coisas que eu já nem me lembro.

Acabei criando uma relação afetiva com os objetos. Pode ser uma coisa meio doida, mas quando acaba um rolo de papel toalha, uma geléia dentro de um vidro bonito, me dá uma pena de jogar fora! E hoje aconteceu de eu estar diante desse dilema com uma caixa de sapatos. Tão perfeitinha, como é que eu ia colocar no lixo?!?

Lembrei de quando meu tio brincava de mágica, fazendo uma moeda se mover sozinha -- na verdade, era um ímã que movia a moeda por debaixo de um pano. Eu adorava! Resolvi repaginar a ideia.


Sissi comia distraída, então precisava ser um brinquedo rápido. Sério, eu fiz em uns dez minutos. Se você tiver o material todo em casa, faz também. 


Precisa de: caixa de papelão sem a tampa, tesoura, dois ímãs pequenos (eu usei daqueles de geladeira), papel. Se você tiver em casa um estilete, é útil.

A primeira coisa a fazer é cortar um círculo na lateral menor da caixa. Eu usei o estilete, mas uma tesoura afiada funciona bem. Esse será o buraco por onde entra a mão da criança.

No fundo da caixa, que vai ser a parte de cima do brinquedo, eu prendi um desenho que eu peguei da internet, representando uma paisagem. Mas funciona também se você ou seu filho fizer o desenho. 

Como eu estava com pressa, peguei uma imagem da internet, ajustei para mais ou menos 70% do tamanho de uma folha de A4 e imprimi. Encontrei dois desenhos, um de paisagem, outro de um mapa de uma cidadezinha. O de paisagem eu usei como fundo para o aviãozinho voar; o da cidadezinha, eu vou usar para fazer um carrinho depois.


Recortei o desenho da paisagem, e prendi no fundo da caixa, usando massinha adesiva. (Não usei cola de propósito, para poder trocar o desenho depois.) A foto à direita mostra o verso do desenho com quatro bolinhas de massinha adesiva, pronto para prender no fundo da caixa.


Daí, foi só buscar um desenho de aviãozinho na internet, imprimir pequeno e recortar. Eu fiz tudo em papel A4, mas dá para fazer com cartolina, ou mesmo colado em papelão, para ficar mais durável. Prendi o ímã com massinha no verso do desenho.




Prontinho. Depois disso, foi só usar o outro ímã para prender o aviãozinho e fazê-lo deslizar pelo céu! (Na foto, ela deciciu fazer o avião pousar no sol.)

Assim que eu terminei, Sissi me pediu para fazer um passarinho -- eu devia ter adivinhado antes... Mas foi fácil de resolver. A graça do brinquedo para ela, além de fazer voar, é brincar de pega-pega com o avião/passarinho. Ela mexe e eu tenho que tentar pegar. Fiquei pensando que, com quatro ímãs, dá para fazer dois aviõezinhos (ou dois carrinhos) apostando corrida. Deve ficar divertido. 




Related Posts

memórias 7507674934691792784

2 comments

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Olhando no espelho

Mãe lagarta em metamorfose permanente... com família a reboque mundo afora.

Brasil, Estados Unidos, Bolívia e Emirados. Água, terra, fogo e ar.

Porque sem sair do casulo, ninguém descobre a verdadeira identidade.

Receba por email

eu apoio